WhatsApp Image 2020-10-26 at 16.29.35.jp

Conheça o Projeto Comida de Verdade

Por um futuro mais saudável e sustentável

O Projeto Comida de Verdade, nasce em meio a pandemia de 2020, com o objetivo de criar, através da educação nutricional, uma consciência coletiva sobre os impactos das escolhas alimentares, para o planeta e para a saúde de cada indivíduo.
 Confira o nosso site, canal do youtube e instagram, e saiba mais sobre tudo o que temos movimentado.

 
20200620_220036_edited.jpg

Sobre a criadora do projeto

Natália tem dupla graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e Universidad de Valencia - Espanha. É mestranda em Nutrição Vegetariana pela Universidad Iberoamericana e adepta a uma dieta exclusivamente à base de plantas há 11 anos. Essa paixão hereditária por comida moveu a Nutri desde o início de sua carreira, mas seu senso crítico e sua busca por explicações a levaram para um caminho de solo fértil e muito trabalho. Seus questionamentos foram além de “Que nutrientes tenho neste alimento?” e dúvidas como “De quem produz e de onde vem estes alimentos?” a levaram a um estudo de Insegurança Alimentar nos assentamentos do Mato Grosso do Sul. Desde então sua busca não cessou, e seus contatos e conhecimentos sobre o tema só vem aumentando, junto com sua necessidade de compartilhar tantas informações e ajudar as pessoas que garantem a produção de 70% dos alimentos consumidos pela população.Acreditando que alimentação vai muito além de nutrientes, e entendendo seu aspecto cultural, social e sentimental, por meio da ferramenta de Educação Nutricional e rodas de conversas, Natália busca empoderar as pessoas para fazerem suas próprias escolhas alimentares, sem culpa e sem danos ao planeta, e gerando autonomia desde o campo até a cidade. Garantindo não só saúde e sabor, mas também a existência de próximas gerações.
“Dar o crédito da criação do projeto inteiramente para mim seria de uma injustiça sem tamanho, dado que só consegui estrutura-lo com o apoio de muitas pessoas, seja com incentivos, acreditando no potencial do meu propósito, ou com a mão na massa, com leituras críticas dos conteúdos e comentários valiosos sobre a estruturação, mas disso já sabemos bem, sozinho ninguém faz nada”.
Natália Henkin Coelho Netto